sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Nova Sinopse, Mudança no Enredo e Bancando o Projeto

Quando terminei de escrever o livro do Ralph achei que minha missão estava cumprida e que era só esperar alguns meses até receber a resposta de alguma editora. Eu finalmente conseguiria publicá-lo e todos aqueles sonhos de adolescente se tornariam reais.

Nunca estive tão enganado.

Tópico #01 - Juntando $$$ necessário para seguir em uma Grande Aventura

Na verdade, além de escrever toda a história eu não estava contribuindo muito para que meu livro se tornasse real. Além de revisar inúmeras vezes e preparar os capítulos com todo cuidado, eu me esqueci de uma etapa primordial na aventura: como eu iria bancar tudo isso? Fazendo um rápido orçamento com uma editora, descobri que preciso juntar o valor de R$ 17,500.000 (eu levaria alguns anos para conseguir essa quantia, tipo, MUITOS anos). Todo mundo sabe que é difícil depender da literatura aqui no Brasil, mais difícil ainda para um iniciante. Um belo trabalho de marketing é essencial, você cria a sua imagem como autor e vai aos poucos cultivando isso, divulgando, contribuindo. Certa influência no mercado também ajuda, seja nas redes sociais, no círculo de amigos e familiares, ou pelo menos ter conhecidos nesse mercado já ajuda bastante, temos em quem nos espelhar, pessoas que nos darão forças para acreditar que investir na literatura não é só um hobby, um passatempo ou um sonho distante; mas uma forma de trabalho, onde crescemos, investimos e contribuímos como qualquer outro.

Eu posso não ter nada disso, mas muito além do dinheiro ou reconhecimento, meu objetivo real é contar uma história, transmitir uma mensagem. Conversando com meu amigo Jean, ex-integrante da Aliança Aventuras, ele definiu o que é preciso para se escrever uma boa obra: "O fato das pessoas se identificarem com ela. Para isso, o escritor precisa absorver muito das pessoas, de suas intenções e seus sentimentos."

A parte bacana de ter um blog para anotar cada etapa dessa jornada é que temos um controle das datas e seus acontecimentos. Mais ou menos em Junho de 2015 eu terminei de escrever o livro inteiro, isso quer dizer que o projeto foi concluído há pouco mais de um ano. 

E onde é que eu estive nesse longo intervalo?

É claro que pesquisando sobre o mercado e editoras, aprimorando minha escrita, revisando tudo até não aguentar mais e pedindo para alguns amigos especiais lerem e avaliarem a história. Céus, graças à Deus nenhuma editora aceitou antes, porque já perdi a conta de quantas modificações foram feitas no enredo que são primordiais!  Todavia, além disso eu não fiz muito para juntar o dinheiro necessário e bancar a produçãoÉ hora de parar de gastar com amiibos, action figures e coleções triviais (é sério, vocês não têm noção do meu dom de comprar coisas triviais), mas agora vou manter o foco e seguir nessa batalha!

Esses dias tomei vergonha na cara, principalmente depois da bronca que minha co-produtora me deu  obrigado, irmã Leeca. Decidi que vou parar de gastar com essas bobeiras e me dedicar a bancar esse projeto de vez. Não é fácil para quem está desempregado em um Brasil onde tudo é tão difícil, mas através das vendas de minha lojinha virtual, a Multi.Player Store, tenho alguma fonte de renda para erguer este projeto.

Agora estou pedindo para a Litos  minha segunda irmã  para dar uma última olhada no roteiro. Após o aval dela, serão 4 pessoas de confiança que leram a história completa, não conheço muita gente que se prontifique a esse trabalho cansativo e maçante, mas vou ver se consigo fechar com cinco. Cinco opiniões. Acho que por hora é o suficiente.

Resumindo: o jeito é continuar juntando aos poucos, só que dessa vez é para valer. Se eu conseguir  arranjar um emprego e poupar bastante, em meados de 2017 eu inicio a produção para ter tempo de lançar meu livro em uma Bienal do Livro aqui em São Paulo, em 2018. Meio longe? Longe pra caraleo, mas é o plano que temos por hora...

Tópico #02 - MATÉRIA não terá mais um MATÉRIA!

Vocês já perceberam que eu chamo o Matéria apenas de "Livro do Ralph"? Isso se deve ao fato de que nunca me acostumei muito com o nome Matéria, para mim sempre foi uma história sobre um garoto e suas aventuras. Enquanto eu e minhas irmãs discutíamos este universo que requer tanta atenção e cuidado, percebemos que havia um erro tremendo que estava presente desde o comecinho da história e eu nunca quis admitir: Será que todo o conteúdo que escrevi é importante?


Matéria era basicamente um livro com a resposta para tudo. Eu achava esta uma ideia fascinante, mas de um tempos para cá conheci a história do Sir Naponielli do Earth Powers e percebi que a proposta era muito parecida. Um pouco depois comprei um livro nacional para escrever uma resenha, e adivinha? Outro livro com a resposta para tudo! Pelo visto eles são mais comuns do que imaginávamos, hein? No curso de design eu aprendi que "a primeira ideia sempre deve ser descartada, porque com o tempo virão outras melhores". Bem, esta foi a primeira.

A questão é que o enredo de minha história nunca girou em torno de um livro mágico que supostamente deveria ser a ferramenta mais poderosa de todas. O livro Matéria era inútil para a trama, ele nunca passou de um instrumento que carregado para lá e para cá que é mencionado duas ou três vezes, só para fazer suspense, sem grandes utilidades. Experimentei retirá-lo completamente, e adivinhem? Não foram alteradas mais do que 10 páginas — o que raios acontecia nas outras 400?

Acredito que este era um dos maiores erros da minha trama. Retirei o livro, eisso não afetou em absolutamente nada. Tudo está sendo corrigido nessas novas alterações. Matéria é uma jornada sobre a vida, da infância à juventude e finalmente à vida adulta. Trata-se de uma história sobre crescer e aceitar isso. O Ralph era um garoto sem grandes ambições, ele só queria ser um herói feliz; mas faltava um objetivo, um senso de urgência que discutiremos no próximo tópico.

Hoje fico muito feliz de não tê-lo publicado antes. Sempre que um autor lê sua obra ele encontra algo que poderia ser mudado ou melhorado, aos nossos olhos críticos nunca está bom o suficiente.

Resumindo: O título da obra será mantido. Não temos mais um livro com a resposta para tudo, mas a palavra matéria pode ser entendida como "qualquer coisa que tenha existência física ou real". Para compreendermos isso melhor, só depois de publicar o livro... *risos

Tópico #03 - Nova Sinopse. Novo Rumo.

Estive trabalhando em uma nova sinopse (uma que faça sentido, já que nem eu entendia o que a antiga queria dizer). Se vocês lerem essa nova versão, verão que há uma mudança primordial: Ralph não é mais movido pelo senso de tornar-se um herói, e sim, de encontrar alguém. Isso já nos leva a uma jornada muito mais profunda e pessoal, é como o Luffy que busca reencontrar-se com Shanks e devolver seu chapéu, ou Rey que deseja encontrar Luke Skywalker para entregar-lhe seu sabre de luz.

Essa mudança veio para tornar a jornada mais dinâmica e oferecer um sonho mais interessante ao protagonista de nossa jornada. É como se isso já existisse no roteiro, eu só não soube como trabalhar a ideia da forma correta. No primeiro volume não teremos ninguém realizando seus sonhos, afinal, "se realizar sonhos fosse fácil, o mundo não estaria repleto de sonhadores!" Confiram:

"Aos quinze anos, jovens de todo o reino são enviados para as academias de treinamento para a guerra que acontece no oeste, mas uma reviravolta do destino muda completamente a vida de um garoto. Ralph é um humano não muito ordinário que foi criado por geckos, uma espécie de lagartos humanoides que compartilham espaço com outras tantas criaturas bizarras no Reino de Sellure. Ele tem a importante missão de tornar-se um grandioso herói — quem sabe assim consiga atrair a atenção de um amigo especial em sua infância. 

Apesar da aparente inocência, Ralph carrega valores profundos e sai em uma viagem mundo afora em busca de sua própria aventura ao lado de outros companheiros frustrados. Quando um pesquisador lunático oferece a missão de reunir cinco Pérolas Sagradas com o poder de invocar um poderoso Mago que realiza desejos e vontades, Ralph se vê de frente à oportunidade de realizar seus sonhos mais impossíveis — mas será que realmente existe uma força tão poderosa? 

Matéria, Espada de Madeira, é uma história que remete a diferentes fases. Como nos contos de fada para crianças, a trama ensina a lidar com as frustrações, vencer obstáculos e a diferenciar a linha tênue entre o bem e o mal. Mais do que uma simples aventura em um universo imaginado cheio de criaturas mágicas e monstros que enfrentamos no dia-a-dia, acompanhamos em cada página uma jornada sobre a vida. Sempre há a possibilidade para uma nova descoberta e um recomeço."

Tenho um pouco de dinheiro nos bolsos, amigos que me apoiam e uma tremenda força de vontade. Já terminei uma fanfic de 100 Capítulos que durou 5 anos, não é um livrinho de 50 que vai me impedir de continuar seguindo.

Estou na espera da resposta de outras duas editoras até o fim desse ano. Estou fazendo orçamentos para quem sabe começar a produção ainda em 2016 e no decorrer dos próximos meses vou bancando o restante. Gosto de trabalhar sob pressão, mantive uma boa média de capítulos semanais na época da boa e velha Sinnoh. O sentido de urgência em conseguir a grana será a minha Jornada do Autor particular, meus personagens dependem de mim, está na hora de parar de esperar alguma força sobrenatural e colocar as engrenagens para funcionarem.

E assim, estamos completando a nossa 100º postagem no blog. É bastante conteúdo, se pararmos para pensar que falamos de um roteiro original que ainda nem se tornou livro, dificilmente as pessoas demonstram interesse nisso. Mais uma vez, tudo que peça é o apoio de vocês. É o que preciso para continuar seguindo em frente.


  9 comentários:

  1. UHUL, MUITO BEM CANAS \(^0^)/ Queria ter metade da sua motivação, melhor do que nada, mas vc ta indo muito bem, sério, tudo vai dar certo se vc continuar nesse passo!

    (e olha eu atrasado dnv mas antes tarde do que nunca hahah ^^ )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Fael, muito obrigado! Estou me esforçando bastante, é difícil abrir mão de tantos lançamentos de jogos e coisas legais que estão lançando, mas é por uma boa causa, né? :v kkkkk Acho que eu consigo fazer os dois, guardar e comprar, esse intervalo vai ser importante para eu melhorar o projeto e arrumar alguns pontos que estavam me incomodando. O produto final deve estar no melhor nível possível!

      Cara, e quer alguém mais atrasado do que eu? Meu plano era publicar esse livro em 2015, estamos entrando em 2017 e nem sinal dele kkkkkkkkkk No fim das contas o que mais importa é que ainda há alguns leitores como você que sempre me apoiaram muito nessa jornada, é o que me motiva a continuar seguindo em frente!

      Excluir
  2. Canas, voltei dos mortos! Minha net voltou! E cara, tu vai conseguir as coisas, os trem doido, tenho praticamente certeza, vão ficar bacana pacas e bem, acho que foi só isso que queria dizer mesmo. :P

    E cara, diz aí, perdi muito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então você estava sem internet? Isso explica mesmo a longa ausência kkkkk Engraçado que nesse curto intervalo aconteceu muita coisa e não aconteceu ao mesmo tempo, eu estava todo empolgado com novas ideias e juntando grana para o livro como mencionei no post, altas ideias brotando e boas vibrações, mas logo em seguida veio uma enxurrada de coisas ruins também D:

      Fiquei sabendo que uma das editoras que eu estava de olho vacilava na comunicação com os autores e só vinha deixando a desejar ultimamente, uma conhecida minha até saiu dela e não a recomendou para outras pessoas. Eu cheguei a mandar o original para mais duas, mas pelo visto recebi o selo de aprovação "você foi ignorado com sucesso" mais uma vez. Dessa forma eu meio que volto a ficar perdido e sem saber para onde mandar... E para fechar com chave de ouro, uma cachorrinha muito especial que a gente tinha em casa morreu e eu acabei ajudando nas economias para pagar um funeral adequado. Então estou zerado de grana. De volta à estaca zero. Tenho diversos conteúdos e desenhos prontos para serem postados, mas não sei se lanço tudo no blog porque agora sim que não faço ideia de quando conseguirei juntar a grana e bancar o projeto kkkkkkkkk Tenho medo dos leitores irem embora e não se interessarem mais... Ninguém gosta de esperar tempo demais.

      Mas fora isso, tudo segue perfeitamente normal. Essa semana já tem Comic Con, vou ir pegar mais uma autógrafo de um dos atores do Senhor dos Anéis. Isso deve ser a coisa mais interessante que está para acontecer kkk E você? Pretende ir também ou traz alguma notícia de terras distantes?

      Excluir
    2. Então por aí tá hard... Tá fácil pra ninguém não viu? (Piada Express sem graça: Daqui a pouco sê começa uma coleção de selos né?) Uma coisa engraçada é que, nesse meio tempo que fiquei fora, quando tentava botar algo pra rolar, não ia, eu seriamente estou achando estar em um sério bloqueio criativo.

      Um dos motivos para ele é que acho que meus desenhos não estão bons o suficiente, nunca estão, e isto é bom e ruim ao mesmo tempo. E como deve (ou não) saber, eu pretendia colocar desenhos por capítulo em Earth Powers, e bem, se não fosse por isso teria uma alta chance de eu já ter colocado o Capítulo 1 no blog, desenvolvido a história e talz.

      Bem, fora isso acho que não tenho muito a comentar, além do fato de que comecei a ver Stand Up Comedy e a Culpa é Do Cabral, o fato de faer leitura de "lixo literário", ou como diz o outro, aqueles livros que senhoras e mães de todo país compram ( ou compravam) para si, que falam de caras ricos e "gostosos" e que investem de forma agrassiva e majestosa nas mulheres. Li o primeiro livro das Crônicas de Nárnia e passei o ano letivo.

      Bem, fora isso nada de novo, e sobre viajar eu ía, não vou mais, pra capital mineira visitar uns parentes junto à outros parentes. É só.

      Excluir
    3. Porr*, tanto erro gramatical que putz!

      Excluir
  3. Adorei esse blog que é um espaço para você ficar mais próximo de seus leitores e os leitores mais próximos da sua história, do processo de criação eda sua jornada como escritor! É excelente!!! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu adoro postar conteúdo em blogs porque isso vai para e internet e fica lá, sabe? Às vezes serve como uma memória embaraçosa de algo que fizemos, mas diferente de redes sociais como o facebook esse conteúdo continua aí para quem quiser ler! No face sua postagem só é relevante nas primeiras 24h, quem depois vai ficar voltando para ler o que você postou? (algum stalker, maybe kk).

      Mas sério, se tiver a oportunidade, faça um blog para Auroon também. O alcance não é tão alto, mas blogs e sites são uma ótima forma de você organizar seus próprios pensamentos e ideias. Aos poucos tudo vai se encaixando, é como uma wikipedia particular aberta para curiosos que ocasionalmente dão as caras.

      Excluir
    2. Vendo o seu até me inspirei mesmo hahaha O alcance realmente não deve ser tão alto, mas o publico que vocÊ cria aqui é fiel também, e isso para um escritor iniciante é muito bom. No wattpad por exemplo o público se dispersa no site tbm, e acaba que não tem um vínculo tão grande entre leitor e autor como é aqui no seu blog.

      Excluir

Menu Principal






Menu Secundário






Estatísticas




POSTAGENS
COMENTÁRIOS
Tecnologia do Blogger.

Comentários Recentes

Companheiros de Aventura

+ Lidas da Temporada