terça-feira, 8 de junho de 2021

Resenha por Submundo Literário [Área do Leitor]

 

RESENHA DO LIVRO MATÉRIA - ESPADA DE MADEIRA
— por Ana Fernandes @submundo.literario

"Trecho da resenha: Matéria – Espada de Madeira é o livro que eu precisava e não sabia. Escrito e publicado de maneira independente pelo autor Nicolas Eroles, a obra me fez reviver minha infância, quando eu assistia animes, jogava videogame com meu irmão e pensava que eu poderia fazer tudo que eu quisesse na vida. Essa fantasia nacional me devolveu essa esperança.

Matéria – Espada de Madeira fala sobre encontrar o seu propósito na vida, amizade, família, persistência, coragem, incertezas, tudo isso com um toque de humor e inocência."

PALAVRAS DO AUTOR

— por Nícolas Eroles


Obrigado pelas palavras doces e todo o cuidado que você teve, Ana! Fico sem palavras para expressar todo meu carinho, você captou toda a alma da jornada, e as citações escolhidas foram incríveis. Eu amo o fato de que até hoje quase todos os parceiros escolheram frases diferentes, às vezes são momentos que até eu já tinha esquecido no livro. É a mesma história, mas que mexe com cada um de um jeito diferente, né? Eu vivo dizendo que meu maior desejo é que o livro chegue nas pessoas certas, e me senti realizado ao vê-la dizer: "É o livro que eu precisava e não sabia."

Não escondo que sempre gostei mais de resenhas feitas em sites e blogs do que aquelas do instagram. O limite de palavras e alcance são coisas que me incomodam, uma semana depois e o post já caiu no esquecimento, mas sempre que recebo uma mensagem de alguém mostrando a resenha no blog me encho de empolgação! Tenho certeza que mesmo dentro de alguns anos muitas pessoas acabarão conhecendo Matéria através de você, afinal, as aventuras do Ralph estão apenas começando!

Você pode conferir a postagem completa no blog do Submundo Literário clicando no link!

domingo, 6 de junho de 2021

Seus 10 anos de criatividade passaram?


Noite passada sentei para assistir pela segunda vez o filme The Wind Rises, lançado em 2013 pelo Studio Ghibli. Diante da cobrança daquele ser o "último" longa-metragem animado do estimado diretor Hayao Miyazaki, eu esperava sair de lá transformado.

Nada aconteceu.
8 anos se passaram desde a primeira vez que contemplei essa obra. Precisei passar por mil transformações em minha vida para finalmente dizer: "Ah, agora eu compreendo."

Vidas ao Vento conta a história de Jiro Horikoshi, o engenheiro que projetou o Mitsubishi Zero que deu a superioridade aérea japonesa no início da Segunda Guerra Mundial. Durante um sonho com o fabricante de aviões italiano Caproni, o projetista lhe diz:

"Artistas só são criativos por 10 anos... nós engenheiros não somos diferentes. Viva seus 10 anos ao máximo."

Precisei pausar o filme assim que escutei essa frase. O que ela significava? Como não a percebi na primeira vez? Se temos mesmo apenas 10 anos, isso significa que já alcancei o meu limite?

Se você não me conhece, vou contar um pouco sobre a minha história. Descobri a paixão pela escrita em Março de 2010 através das fanfictions. O que começou com um simples hobby foi tomando todo o tempo livre que eu tinha. De lá para cá foram 1 milhão de palavras através do trabalho do qual mais me orgulho, o Aventuras em Sinnoh que terminou em 2015; naquela época eu senti como se tivesse acabado de descobrir um tesouro, era o que eu mais queria fazer da vida, eu simplesmente respirei essa história durante cinco anos. A jornada não acabou ali: hoje tenho 4 livros escritos, sendo que o primeiro deles foi publicado em 2019. Estou me programando para dar continuidade à publicação enquanto escrevo, reviso e crio histórias novas. Eu não poderia estar mais orgulhoso, correto?

10 anos mais tarde, eu sinto o cansaço e o esgotamento aparente. É como se eu tivesse alcançado meu auge quando ainda era um adolescente cheio de expectativas e vontade. Há dias que acordo sem energia para fazer o que mais amo — e foi justamente isso que me levou a reprisar um filme que eu tanto queria rever.

Se você também trabalha no campo criativo, já deve ter sentido o mesmo. Nos preocupamos que os melhores dias tenham ficado lá atrás. A indústria está em constante mudança, e acompanhá-la faz parte do nosso trabalho como escritores, designers, ou qualquer que seja a sua área. Eu já não consigo acompanhar as tendências, não sou fã de Youtube, não passo mais do que dez minutos diários no Instagram e tenho pavor dos vídeos de TikTok com dancinhas coreografadas. Devo parecer um velho caduco que parou no tempo, e sinto que nunca mais conseguirei me atualizar. Me falta vontade para isso.

Em 2021 esse estranhamento se tornou mais forte do que nunca, e eu não compreendia o motivo. Por vezes pensei que meu auge foi escrevendo a Liga Pokémon que ainda mexe com o coração dos leitores que fizeram parte disso comigo, mas desde então me pego pensando: O que virá a seguir? Será que meu auge foi quando publiquei o meu livro? Será que estou destinado a continuar escrevendo por mais 10 anos sem nunca me sentir inteiramente satisfeito?

Finalmente pude parar e refletir sobre a pergunta de Caproni. Será que fiz o melhor uso que pude desses 10 anos?

"Esses 10 anos não necessariamente significam que você chegou ao fim da linha. É um ciclo  um ciclo constante, através do qual nos reinventamos. Criatividade não é como habilidade atlética, ela não vai desaparecer à medida que envelhecemos e nosso corpo nos trai. Em vez disso, é uma reinvenção constante, uma renovação que transita entre a morte e a vida de ideias, conceitos, carreiras. Estamos constantemente viajando neste ciclo, trabalhando entre inspirar a criatividade e expirar a criatividade. Mas é como oxigênio. Expire demais, começamos a ficar azuis. Isso é esgotamento." — Wilbanks, da The Pestry Box Project.

Meu auge como escritor pode ter passado, ou talvez eu esteja apenas no começo de minha jornada como autor de livros. Os blogs provavelmente nunca mais voltarão a ter o sucesso de antigamente até que chegará um dia que deixarão de funcionar.
Mas ainda há inúmeras coisas a se descobrir e que ainda estão por vir. Talvez eu e você só precisemos desse fôlego novo, é hora de se reinventar e renovar.

Você pode descobrir uma paixão antes até de completar seus 10 anos de idade, ou talvez ela possa vir quando você já é velho, formado e desempregado. Talvez esses 10 anos de inspiração não sejam consecutivos, e nem dentro do mesmo campo. Talvez o relógio reinicie toda vez que mudamos de vocação, mudamos de meio. Talvez seja esse o ponto de Miyazaki  ele nunca parou de mudar, nunca parou de se reinventar e simplesmente continuou criando.

Em 2013 eu ainda não estava pronto para sentar e refletir sobre Vidas ao Vento. Talvez ainda não fosse o tempo certo na minha vida.

Posso não estar onde imaginei estar em 10 anos, mas esse tempo de aprendizado me ensinou a apreciar as coisas de outra forma. Estou aproveitando tudo no meu ritmo. Após a conclusão desse arco não sei onde essa história vai me levar, mas tenho a certeza de que tudo tem seu tempo. Como na lista de metas que meu amigo Shadz traçou para 2021: "Espero ser melhor do que eu era naquilo que eu escolher fazer".

Baseado no texto de Dylan Wilbanks, do The Pastry Box Projects.

sexta-feira, 4 de junho de 2021

Atualização de Vendas e Avaliações

Matéria - Espada de Madeira segue para o seu segundo ano de lançamento. Como sempre gostei de registrar minhas pequenas conquistas, criei esse post no dia 4 de Junho de 2021 com o intuito de comparação para o futuro. Digamos que esta será a nossa pequena máquina do tempo, vai que acabamos esbarrando nela daqui uns 5 ou 10 anos (isso se o Blogger continuar vivo até lá). Segue alguns dados:

 Foram vendidos 163 livros físicos;

 Foram baixados um total de 109 ebooks pela Amazon;

 A Amazon totalizou 10 avaliações com uma nota média de 4.9 de 5.0;

 O Skoob registrou um total de 43 leitores, com 9 resenhas e 21 avaliações com nota média de 4.8 de 5.0;

 O instagram conta um total de 1690 seguidores;

 Há 53 marcações de leitores, dentre resenhas, fanarts, quotes e fotos junto do livro;

 O blog consta com um total de 334 postagens, 1218 comentários e 26 seguidores;

➜ Os Livros 2, 3 e 4 já foram inteiramente escritos, mas não publicados. A revisão do Livro 3 está em andamento, tendo sido revisado até o Capítulo 20;

➜ A capa, diagramação e revisão do Livro 2 já foram concluídas. As ilustrações ainda não tiveram início;

 Estamos há apenas uma semana da E3 de 2021 e não sabemos o que a Nintendo está escondendo debaixo das mangas;

 Em 5 dias irá estrear a série Loki no Disney+;

 O Brasil registrou 469 mil mortes por COVID. 21,83% da população está vacinada com a primeira dose;

 Ainda não temos nenhum trailer sobre sobre a série derivada de Senhor dos Anéis da Amazon;

 Ansioso para o lançamento de Pokémon Brilliant Diamond & Shining Pearl, assim como Pokémon Legends. New Pokémon Snap foi maravilhoso e passamos 70 horas jogando em 5 dias;

 Se você estiver lendo isso no futuro é porque sobreviveu à pandemia;

➜ Acabou de chegar pelos correios a minha pequena figure da Marnie da série Pokémon Scale World. Ela não é linda? Será que vou conseguir aumentar a coleção no futuro?


Compre aqui o seu!

Menu Principal






Menu Secundário






Estatísticas




POSTAGENS
COMENTÁRIOS

PARCEIROS [BUTTON]

TDM-Subs



Tecnologia do Blogger.

Comentários Recentes

+ Lidas da Temporada