sexta-feira, 23 de março de 2018

As Aventuras de Ralph #37


Na época da facul ganhei uma camiseta de um brother com os dizeres: "Nunca fiz amigos bebendo leite". Mal sabe ele do poder do toddyinho.

A última vez que postei uma tirinha foi em Setembro de 2017. Estou preparando uma nova leva, tentarei trazer uma por semana até alcançarmos a #50! Enquanto isso, sigo trabalhando no livro. Quando tiver novidades trago para vocês!


terça-feira, 20 de março de 2018

The Sages [Resenha]

"Há uma lenda que conta sobre espíritos de luz que vêm à Terra uma vez a cada século para combater as trevas que residem em nosso planeta. Esses espíritos chegam aqui em corpos humanos, para poderem se infiltrar em nosso meio até chegar a hora de as trevas emergirem. Eles então se unem, erguem suas espadas e livram nosso mundo desse mal até o século seguinte. 
É dito também que cada espírito tem seu elemento próprio: luz, água, terra, fogo e ar. Cada um também teria sua espada e todos teriam que obedecer à três rigorosas regras.
Por muito tempo esses espíritos, chamados de Sábios, salvam o planeta Terra de mergulhar totalmente na escuridão. Porém, em meados do século XXI, o grande mal vem novamente à tona. É chegada a hora de mais um confronto.."

Autor(a): Isabela Silveira
Idioma: Livro Nacional - Português
Lançamento: 2017
Altura e largura: 23 x 16 cm
Número de páginas: 196
Gênero: Fantasia Romance

Por que escolhi essa obra?

Conheci o trabalho da Isabela meio que por coincidência. Ela costumava acompanhar uma fanfic de Pokémon minha chamada Aventuras em Sinnoh, vez ou outra eu a via curtindo minhas postagens e comentando, mas nunca chegamos a conversar de verdade.

Outro dia descobri pelo facebook que a Isa estava com um livro pronto e prestes a ser publicado (uau!). Fui surpreendido porque eu não sabia que ela também escrevia, depois de algumas conversas ela me contou que começou postando histórias no Nyah! Fanfiction, o site de fanfictions onde também comecei minha jornada como escritor.  Durante um tempo os leitores de lá a ajudaram na construção de The Sages, sempre fico feliz quando descubro outros ficwriters que levaram o hobby da escrita adiante.

É sempre bom ver um conhecido conseguindo publicar sua obra, e só quem está na área sabe como é difícil. Pedi que ela assinasse a obra e escrevesse uma pequena dedicatória, devo dizer que senti um misto de orgulho e curiosidade, essas foram algumas das palavras que mais adorei receber em minha vida. "Você me inspirou a começar!"


Devo ter feito a pré-venda lá em Outubro e, após alguns pequenos atrasos, consegui terminar de ler a obra em Março de 2018. Que experiência!

Capa, Design e Editoração

The Sages foi publicado pela Editora Sekhmet. É o meu primeiro contato com eles e nota-se os traços de uma editora que começou há pouco, a começar pela ausência do ISBN que pode incomodar tanto escritores quanto leitores mais exigentes.

O livro tem 188 páginas e foi impresso em papel pólen amarelado (um extra para quem não suporta ler nada no sulfite). Eu adorei o trabalho com azul marinho e roxo, que por sua vez remete ao lado místico. No cérebro, o roxo transmite calma, mistério e sensatez. Gostei da tonalidade escura com destaque no branco, as fontes estão legíveis, assim como a sinopse na contracapa. Todo o destaque ficou no título, que é o que importa. A capa tem um pequeno errinho de posicionamento, o logo da editora ultrapassa o limite da lombada (desculpe, meu lado designer falou mais alto), algo que pode ser consertado numa futura impressão.

O problema mais recorrente que me deparei foi na diagramação do miolo. O espaçamento do começo de alguns parágrafos têm tamanhos maiores do que os outros, o título do Capítulo 4 passou para outra página, deparei-me com poucos errinhos de digitação espalhados, mas nada grave; o único ponto que me incomodou de verdade foi numa das cenas finais  uma página inteira saiu duplicada.


Sobre a Obra e a Autora

Isabela Silveira tem 17 anos e nasceu em Resende no Rio de Janeiro. Quando recebi The Sages pelo correio, terminei o livro em apenas dois dias. Um dos meus maiores medos era como alguém poderia contar uma boa história com cerca de 180 páginas numa realidade onde cada vez mais os livros beiram tamanhos astronômicos e precisam ser separados em trilogias e séries extensas (eu mesmo sou vítima disso). No fim das contas, estas foram as 180 páginas mais gratificantes que tive o prazer de ler nos últimos tempos pelo simples fato de que a autora não se perde em enrolações desnecessárias, cada acontecimento é bem estruturado e segue o "Arco de História Tradicional". A tensão cresce aos poucos, um primeiro incidente desencadeia uma série de obstáculos até alcançarmos o clímax pouco antes do desfecho. Por fim, após a resolução, temos um momento para respirar.


Segundo a autora, The Sages começou como uma fanfic em Maio de 2015 e foi concluída em Janeiro de 2016. Na dedicatória, percebemos como os leitores foram primordiais na construção da história, eles puderam ler, avaliar e dar sugestões, dando espaço para os devidos ajustes permitindo que a história amadureça até que chegue a hora da versão definitiva. Claro que além disso eles servem como tremenda inspiração! É sempre uma dádiva receber um leitor que lê, participa e comenta sua obra. É como se cada um fosse um beta-reader — ou leitor beta, alguém que avalia o trabalho do autor antes de ele ser publicado.

Não sou de fazer resenhas que repetem a sinopse do livro ou se limitam a resumir a obra, mas é importante ambientar a trama. Basicamente, os Sábios são cinco almas que vêm à terra a cada século para combater monstros malignos. Há quem estranhe o começo conturbado: a protagonista acorda desnorteada numa escola destruída depois de ser atacada. O que raios está acontecendo? Quem são aquelas criaturas?

Eu adorei o teor de fantasia envolvido no mundo real. Aos poucos, descobrimos mais sobre Luz, a protagonista, e seu disfarce vivendo ao lado da família que adotou (sem sombra de dúvidas, minha parte preferida).

Conforme a história progride somos apresentados aos cinco magos que podem ser identificados como Luz, Água, Fogo, Vento e Terra. Em cada vinda para a terra, eles assumem a forma de pessoas diferentes vindas de diferentes lugares do mundo, por isso são demarcados por características marcantes de suas personalidades e devidas culturas. Os Sábios possuem seus próprios poderes elementais e suas espadas para combater as criaturas das trevas, mas o foco da escrita não está nas cenas de batalha em si, e sim, na interação entre os cinco. As lutas são bem escritas (algo que certos escritores têm dificuldade quando trabalham em primeira pessoa). Vemos tudo pela visão de Luz, a líder e protagonista dos Cinco Sábios.

O único problema é que, além de proteger o mundo, as pessoas ao seu redor e enfrentar criaturas sombrias abominantes, eles precisam se atentar à três regrinhas:

1. Não empunhar a espada até ter se reunido com os outros Sábios;
2. Não ter relacionamentos amorosos com humanos;
3. Não exibir os poderes na mídia.

No começo, eu não entendi contra exatamente o que eles lutavam. Conforme a trama progride, fui percebendo que as criaturas sombrias são a manifestação da maldade no ser humano. Não é preciso nenhuma explicação de onde eles vêm e não existe nenhum "Lorde das Trevas" comandando eles. Conversei com a autora sobre isso para saber se os leitores estavam tendo dúvidas quanto a origem de tais criaturas. Ao meu ver, os monstros nada mais são do que uma representação abstrata da maldade. Um ataque repetindo pode ser comparado a uma bomba que explode de forma inesperada, um atentado terrorista, um gesto de pura maldade. A autora não precisa descrever ao pé da letra, mas cabe ao leitor interpretar essa mensagem, o peso de uma luta que não enxergamos.

"Com a raiva vem a adrenalina. E com a adrenalina vem a inconsequência".

180 páginas são mais do que o suficiente para trabalhar a história sem que ela canse. Eu bato palmas para os autores que não precisam se estender além dos limites para deixar seu texto "mais pomposo e requintado". No fim das contas, o que realmente importa é a habilidade de contar uma história, não é?

Apesar de recebermos uma descarga de informações no começo, todas as perguntas vão recebendo uma resposta de forma gradual e os pontos são devidamente fechados antes do final. O problema das sagas hoje em dia é que muita coisa fica solta e podem levar anos até que o autor as conclua, alguns leitores evitam se aventurar em território desconhecido por esse motivo. A Isabela me contou (são meio que spoilers, mas posso estar sendo enganado) que temos chances de ver uma continuação. Depois de tudo que li em The Sages, não me canso de pensar: como isso seria possível? Pela primeira vez me pego imaginando como seria bom ter uma continuação. 


Sobre os Personagens

Dizem que quando se lê um livro em primeira pessoa com um protagonista ruim e não rola aquela química entre leitor e personagem, fica difícil de acompanhar. Hailey/Luz me forneceu uma ótima experiência. Ela é a líder, mas não exatamente porque é a mais inteligente ou a mais forte, ela é uma garota com problemas na família como qualquer outra, alguém que sempre se ferra porque seu coração se apaixonou pela pessoa errada, alguém que está desesperadamente tentando proteger aqueles ao seu redor, mas às vezes não encontra forças suficientes.

Suas irmãs foram sem sombra de dúvidas minha parte preferida na história. Hailey foi adotada quando ainda era menina, mas seus pais morreram num acidente e a irmã mais velha, Sophie, acabou criando um senso materno de que precisava cuidar delas. A evolução das personagens é como um arco separado de toda a jornada, elas seguem seu próprio rumo na vida e o desfecho dado a elas preencheu meu coração de uma sensação boa, sabe? Algo que a gente sente, mas não sabe explicar, como se diante de todas as desgraças ainda ouvíssemos alguém falar: "Vai dar tudo certo. Você vai conseguir superar isso."


"Toda luz faz uma sombra."

Quanto aos elementos, cada um tem sua personalidade muito bem definida. Luz, Água e Fogo se destacam mais por terem tido mais tempo para ser trabalhados. Alguns escritores iniciantes têm dificuldade com cenas que envolvem diversos personagens juntos  geralmente cinco ou mais —, mas a autora soube trabalhar bem os diálogos e a interação.
Como eles "reencarnam" a cada cem anos num um corpo diferente, durante toda história os Sábios comentam das vidas passadas, de quais mais gostaram ou tiveram trabalho para se adaptar. O interessante é que sempre ficam alguns pequenos trejeitos que os diferenciam. Estamos falando de personagens que se conhecem a séculos, mas a cada encarnação se divertem aos descobrirem algo novo sobre seus amigos e até sobre si próprios.


Considerações Finais

The Sages foi uma das surpresas mais prazerosas que tive a oportunidade de conhecer nos últimos tempos.  Por trazer uma história tão curtinha e repleta de significados, o livro pode ser lido por jovens e adultos que assimilem sua mensagem — não a de uma fantasia que se vende como uma luta entre o bem e o mal — o livro trata da nossa jornada como seres humanos, nós, que enfrentamos a dor e o sofrimento que somos acometidos todos os dias e ainda saímos vitoriosos.

Meus sinceros agradecimentos para a autora que conseguiu reunir tantos sentimentos em palavras e transmiti-los para as pessoas, pois para mim é como todo livro deve ser. Somos contadores de histórias e adoramos espadas mágicas e poderes sobrenaturais, mas podemos estar abertos a usar a fantasia como exemplo e lição para nossas vidas. Por ter sido obra de alguém que começou escrevendo fanfics, como eu, é uma tremenda inspiração para aqueles que também esperam conseguir publicar seus livros um dia.

Só para fechar, deixo aqui uma das frases finais do livro. Eu recomendo que só leia depois de ter conferido toda a obra, mas se não tiver a oportunidade no momento, você ainda pode (e deve) assimilar essa mensagem atemporal:

"Humanos, eu e meus irmãos passamos muitas vezes pela terra para cumprir nossa missão. Nós selamos a escuridão que vocês, inconscientemente, espalharam por seu mundo. Mas não podemos garantir que ficará assim para sempre. É necessário que contribuam.
- Em primeiro lugar, é preciso que vocês tomem juízo. Lembrem-se que é mais importante ser do que ter.
- Em segundo, se amem. Amem de verdade. E sejam fiéis e respeitosos com quem amam.
- Em terceiro, preservem a vida. Parem de se matar e matar outros seres vivos, direta ou indiretamente. Entendam que todos vocês contribuem para a vida desse mundo e devem se preservar e preservar sua casa.
- E o mais importante: se ajudem. Tenham compaixão.
É só isso o que eu peço, e sei que não são tarefas difíceis. Vocês só precisam começar, então comecem agora.
Desejo do fundo do coração que fiquem bem. Que a luz esteja com vocês.
Os Cinco Sábios."

The Sages está disponível para ser comprado no site da editora por 20 reais com frete incluso, é só clicar na imagem!


sexta-feira, 2 de março de 2018

Livro 2 CONCLUÍDO

Ontem de madrugada terminei o Livro 2 do Ralph. Nem vi que horas eram — sempre coloco uma fita crepe na frente do relógio do notebook , mas devia ser umas quatro ou cinco da manhã.

Como todo bom final de aventura, me peguei mergulhado em pensamentos e devo ter passado pelo menos uma hora e meia escutando música bem baixinho, um folk para acalmar a alma, uma trilha sonora tranquila.

Foram 555 dias nessa aventura, cerca de um ano e meio. De lá para cá, eu poderia apenas estar esperando o Livro 1 sair, mas... por que não voltar a trabalhar com o Reino de Sellure que tanto gosto? A vantagem de ter o Livro 2 já escrito é que pude fazer ajustes no primeiro, consertar alguns furos e continuar melhorando a minha escrita. Essas ideias vêm permeando minha mente desde 2015 e eu não consegui deixá-las estacionadas por mais tempo. Estou muito contente com o resultado obtido, se a mensagem do volume 1 falava sobre crescimento, a do segundo é sobre perda e continuar seguindo em frente. Obrigado a todos que ainda acreditam no meu potencial, agora é hora de tirar algumas semanas de férias longe do Word!


Menu Principal






Menu Secundário






Estatísticas




POSTAGENS
COMENTÁRIOS

PARCEIROS [BUTTON]

Tecnologia do Blogger.

Comentários Recentes

+ Lidas da Temporada