terça-feira, 24 de novembro de 2020

Mercado de Sellure: Lojinha Virtual inaugurada!


Olá, forasteiro, seja bem vindo ao Mercado de Sellure! Está em busca de algum item específico? Ou gostaria de dar uma olhada em nossos espólios? Aceitamos moedas de ouro, prata e bronze como pagamento!

Ufa, depois de alguns anos adiando essa tarefa, hoje marca o lançamento de nosso marketplace! (Meus agradecimentos à CCXP que obrigou os artistas a montarem seu site em duas semanas, nunca corri tanto na minha vida). Até então, a única forma de adquirir o livro Matéria - Espada de Madeira era entrando em contato comigo — e, convenhamos, tem horas que você não quer trocar ideia com o vendedor. Para facilitar suas vidas, nosso mercadinho chegou com uma coletânea de 37 produtos, sendo a maioria deles focado nos personagens de Matéria. Você vai encontrar até uns produtos geeks de minha antiga loja, a Multiplayer Store! Já deu uma olhada?

É muito fácil de usar, os pagamentos podem ser feitos via depósito bancário ou pelo Mercado Pago, podendo ser parcelado. Tentei colocar o frete mais acessível que pude, e você agora também pode combinar mais de um produto na hora de fechar a compra. Infelizmente, ainda não faço envios internacionais.

Curiosidade: No planejamento inicial a loja se chamaria "Viajante na Estrada", baseando-se no vendedor de selos do Capítulo 12. A ideia foi mais tarde trocada para "Taverna de Sellure", mas tavernas estão mais associadas a lugares de festança e bebidas do que uma loja em si.

Tudo foi produzido com muito carinho e cuidado. Para quem curtir meu trabalho, estou disponibilizando prints de artes, bottons, adesivos, tudo que consegui reunir de meus personagens em torno dos anos. Construir um marketplace próprio significou um grande passo nessa minha trajetória, dá um ar de profissionalismo, sabe? Agora que temos a lojinha, estou muito mais empolgado para gerar novo conteúdo em 2021! O que será que vem por aí?

Obrigado a todos que colaboraram ao adquirir meu livro desde o lançamento. Se continuo me empenhando, é para entregar à vocês o melhor que eu puder!

segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Itens e Produtos #9 - Papercraft da Hayley por Shii


Novembro está sendo um mês cheio de novidades, então podem esperar que nesse restinho de ano eu ainda traga algumas surpresas para o Reino de Sellure! Um de meus tópicos favoritos no blog são os itens e produtinhos que criamos, e dessa vez qual foi a minha surpresa ao receber esse presente da Shiny Reshiram!

Ela fez um papercraft da Hayley, a nossa mascotinha favorita. Para quem não sabe, papercraft é um método de construção de objetos tridimensionais a partir do papel. Você só precisa de uma impressora, um papel de qualidade, tesoura e cola para poder montar sua própria Hayley em casa. As fotos abaixo foram o resultado do meu trabalho, e estou apaixonado pelo resultado!

Para quem quiser algumas sugestões, utilizei papel canson A4 de 180g e o processo todo de recorte e colagem durou cerca de 2 horas. A personagem também ficaria ótima em A3, o que inclusive facilitaria na hora de recortar as partes mais pontudas como os pelos da cabeça e o rabo. Algumas dicas que dou é para colar a capa com cola líquida antes de focinho. E para facilitar a colagem do focinho, experimente deixar uma área branca que aumente o suporte.

Se quiser construir essa fofurinha, clique na folha em branco logo abaixo para ampliá-la, e mande uma fotinha de como ficou a sua quando terminar!

Meus agradecimentos à Shii por esse presente tão amável que agora sempre estará na minha estante ao lado do livro e das demais coisinhas do Ralph! 



domingo, 8 de novembro de 2020

CCXP Worlds 2020 - Parabéns, você foi selecionado!

Sexta-feira eu já acordei com essa notícia: Artist's Alley CCXP Worlds - Parabéns!

Admito que demorei mais do que deveria para abrir o e-mail e ler tudo com calma, porque minhas mãos ainda estavam tremendo. Saí para fazer minhas coisas e só voltei duas horas depois para confirmar que eu tinha sido selecionado para participar da CCXP Worlds! Alguns meses atrás fiz a inscrição, mas sem aquela certeza de que renderia resultado, afinal, é meu primeiro ano tentando participar desse evento que tanto amo. Ufa, e eu pensando que esse ano não traria mais surpresas!

Por mais que muita coisa já estivesse pronta, segui procrastinando por um tempão a criação de uma lojinha para divulgar meus produtos, de fazer mais tirinhas, trazer artes novas; de fato, 2020 foi um ano super estranho para todo mundo, e eu também demorei para reencontrar a minha motivação. Nada melhor do que uma mensagem bem simples e direta sabe a CCXP, o maior evento geek do Brasil e um dos maiores do mundo? É, você vai estar lá como artista, então dê o seu melhor. Comecei uma corrida contra o tempo, pois o prazo de 20 de Novembro para entregar a lojinha está aí e até uma semana atrás eu estava com planos completamente diferentes para o fim do ano (e alguns deles envolviam treinar meus Pokémon até o Level 100 e maratonar Senhor dos Anéis).

Vim aqui compartilhar com vocês essa alegria tremenda, um grande passo nessa minha jornada como escritor e também ilustrador. Entre 2014 e 2016 fiz uma porção de fanarts de jogos e animes, mas esse encanto foi aos poucos se desfazendo por insatisfação minha com meu próprio estilo. Hoje sinto que não deveria ter parado, mas nunca é tarde para retomarmos a produção, certo?

Eu não estaria aqui sem vocês que me acompanharam nos tempos onde faltou inspiração, sem a Nyx, a Lúcia Lemos e minha equipe que contribuiu de tantas formas para que Espada de Madeira se tornasse real.

Em torno desse mês estou com inúmeros planos que envolvem a criação de uma Lojinha Virtual para que vocês possam adquirir meus produtos com mais facilidade, postagens frequentes no meu insta que vive abandonado, novas parcerias para os ebooks e quem sabe até alguns vídeos para nos prepararmos para a LIVE que pode rolar no dia do evento — logo eu, a timidez em pessoa.

Nossa, quem diria que o Ralph lá de 2005 desenhado em um punhado de folhas sulfites colocaria seu rosto para que tanta gente o visse! Fico aqui na torcida para que esse evento digital seja tão divertido quanto os que pude comparecer presencialmente, porque desde 2015 sou presença garantida na CCXP, e mesmo com tanta coisa acontecendo pelo mundo, ainda vive aquele sentimento dentro de mim de que...

VAI SER ÉPICO!

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

domingo, 1 de novembro de 2020

FanArt #28 - Grovy

SOBRE A FANART
— por Grovy

“É meio engraçado escrever textinhos sobre desenhos, nunca sei o que dizer. Mas chega até a ser meio nostálgico, talvez? Lembro que quando eu acompanhava AeS há uns bons anos eu pensava em mandar alguma fanart, mas sempre ficava enrolando por vergonha, ou por “não estar bom o suficiente”, no final nunca mandei nada. Mas coisas mudam e aqui estamos, eu sei que essa não é minha primeira fanart da Hayley, porém essa é minha primeira fanart da Hayley conhecendo a personagem de verdade, a última que fiz eu ainda nem tinha lido Matéria 1, e mesmo que ela não tenha tanto destaque eu gosto muito dessa raposinha :3 Acredito que seja só isso, espero que tenha gostado.”

COMENTÁRIOS DO AUTOR
— por Canas Ominous

A Pequena Hayley passou por tanta coisa desde o desenvolvimento do livro! Acho que ela sempre teve esse papel de secundário na trama, mas aos poucos fui cedendo espaço para que ela e o Lee tivessem seu devido desenvolvimento. Acho que o auge dela será no livro 2 e o 4, e devo muito a vocês por toda ajuda e incentivo para torná-la uma personagem melhor :3

Eu já contei que a Hayley era para ter sido um gecko? *risos* Lee e Stanley (mantive apenas o -ley no final) formariam uma dupla de delinquentes dos subúrbios, então vamos imaginar a Hayley cheia de tatuagens, correntes de prata e uma bandana de rapper na cabeça. É, acho que a mudança foi para melhor! Atualmente a Hayley cumpre bem o seu papel como supporter do time, ela e o Lee ainda formam uma dupla inseparável, mas seria estranho se no grupo dos protagonistas tivéssemos apenas a Auria de mulher, acho que a Hayley torna tudo mais agradável e fofo.

Cara, muito obrigado por esse presente de aniversário, é sempre uma tremenda alegria receber esses desenhos de vocês quando menos se espero! Seu estilo mudou tanto desde os primeiros desenhos que acompanhei pelo Discord, até a pintura ficou do jeito que gosto. Às vezes gosto de pensar como será o visual dela nos próximos livros, com roupas mais trabalhadas ao invés desse tom ocre de viajante, espero que os leitores gostam da evolução dela. A Hayley sempre será nossa protegida <3


sábado, 19 de setembro de 2020

Sobre Geckos

ANTES DA HISTÓRIA...


Os geckos estão entre as criaturas mais antigas existentes no Reino de Sellure, não porque eles evoluíram e se desenvolveram dos répteis há milhões de anos atrás, deixando seu habitat natural nos oceanos e passando a dominar a terra; os geckos foram criados antes mesmo que Matéria sequer sonhasse em se tornar um livro!

A palavra gecko surgiu de uma espécie de lagartixa típica da Ásia e do Pacífico, os Tokay gecko. Para evitar comparações, o nome da raça acabou por ser alterado, mas durante muitos anos eles foram chamados apenas de Tokay, tendo sido baseados em uma das raças mais obscuras do universo Zelda, aparecendo somente em The Legend of Zelda: Oracle of Ages. Muitas características foram mantidas dos Tokay originais  a cor esverdeada, o temperamento curioso que tende a furtar pequenos objetos, o habitat natural em uma ilha no formato de lua crescente, dentre outros.

As primeiras anotações a seu respeito que se têm notícia vêm de alguns meses antes de Ralph e Lesten darem as caras no primeiro gibi do autor em Outubro de 2005: The Legend of the Sword. Pode-se confirmar então que essas criaturinhas vieram antes mesmo dos protagonistas!

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS


"Com porte mais avançado e desenvolvido que os humanos, os geckos vestiam armaduras dos pés à cabeça, como um reforço para sua pele resistente. Não cuspiam fogo como dragões, mas alguns voavam, e eram tão cheios de suas estranhezas particulares que nunca descobriram tudo sobre a própria espécie e suas origens ancestrais. " — Capitulo 6 - Espada de Madeira.

Sellure é um mundo repleto de criaturas bizarras, mas os geckos conseguiram se destacar de maneira surpreendente. Trata-se de uma raça de lagartos humanóide inteligentes que vivem em sociedade; todo gecko possui garras retratéis tanto nas mãos como nos pés, seu corpo é coberto de escamas grossas e sua coloração varia de acordo com o ecossistema onde vive  os laranjas são mais comuns em desertos e montanhas, os azuis no litoral —, alguns possuem manchas pelo corpo, e nenhum outro gecko possuirá manchas iguais.

Devido a seu sangue frio reptiliano, é necessário que uma vez ao dia os geckos tomem um banho de sol de pelo menos quinze minutos, ou que fiquem próximos de alguma fonte de calor. São reconhecidos como os melhores caçadores do reino por sua habilidade em se esconder em lugares improváveis e escalar estruturas altas com suas patas adesivas, o que lhes rende posições comuns como batedores e espiões.

Desde os tempos imemoriais, geckos foram péssimos com o uso da magia, dando preferência para equipamentos leves e pouca armadura. Os geckos são a segunda raça mais populosa no reino, perdendo apenas para os monstros (ainda que cerca de 40% da população de Sellure sejam monstros, apenas 15% deles se encaixam como criaturas inteligentes, logo, os geckos ocupariam o pódio).

É comum para um gecko o desejo de formar novas amizades, eles são amistosos e receptivos, e têm um cuidado especial para com a natureza que tanto preservam. São engenhosos em suas criações e hábeis em geografia por natureza, podendo estudar o solo e prever tempestades horas antes que aconteça. A energia eólica em Sellure foi descoberta pelos geckos, e desde então tornou-se sua principal fonte.

PERSONAGENS MARCANTES


O principal representante dos gecko na saga Matéria é Lesten, um dos companheiros de Ralph em sua jornada. Lesten traz todas as características que definem sua raça  é desleixado, curioso, espontâneo e extremamente leal.

Existem também sub-espécies dentro da raça dos geckos, como os crocodilos e as serpentes. Rudsi, da Coroa de Ferro é do tipo dos crocodilianos, sendo muito maior e encorpado do que um gecko comum, sua couraça natural é mais dura e resistente, embora isso resulte em menor velocidade. O Dr. Erlenmeyer por sua vez é do tipo das serpentes, possuindo a língua bifurcada e um talento nato para charadas e enigmas. Os geckos dessa espécie não possuem as duas pernas traseiras, mas aprenderam a se equilibrar em sua longa cauda enrolada. Muitos escondem suas pernas por conta do preconceito.

ORIGEM E LOCALIZAÇÃO


Os geckos desenvolveram a habilidade de construir edificações por conta de seus polegares opositores.  De fato, eles sempre foram muito hábeis em basear-se nas ideias de humanos e tótines inteligentes e moldá-las para uso próprio. A Ilha dos Geckos, localizada ao leste no Mar Plano em Myriad, é onde concentra-se a maior densidade populacional da espécie. Suas casas tendem a ser construídas próximas à praia, mas por vários anos eles sofreram com as fases da lua e a maré alta até aprenderem que poderiam criar moradias suspensas umas nas outras, criando assim prédios capazes de resistir aos mais fortes fenômenos naturais.

Desde os tempos antigos existe uma rixa entre geckos e humanos. Antes de se tornarem melhores amigos, os Três Heróis travaram inúmeras guerras em busca de território e influência; o Descobridor do Mundo e Asa Negra disputaram durante anos e só tiveram uma trégua após o falecimento de General Defesa.

Há quem afirme existir um parentesco distante entre os geckos e os dragões. Os dragões habitam mundos distintos desde os tempos imemoriais, e o surgimento do primeiro gecko pode estar atrelado a sua estadia nas terras inóspitas de Sellure antes da chegada dos humanos e o surgimento da magia.



sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Helvetica [Mapa]


Helvetica é uma terra próspera que cobre o sudeste de Sellure. Separada pelo Rio Leite em três vastas planícies, é caracterizada por florestas densas e pantanais de clima quente e úmido. Durante o período de chuva, o Rio Leite transborda e alaga as planícies de forma a conferir um ecossistema exuberante e único, no período de seco as águas baixam e, nas terras recém inundadas surge uma vegetação rica em nutrientes, ervas e capim que colabora para conferir a Helvetica o título de maior produtora de gado e alimentos no reino.

No Livro 2, Alma de Diamante, Ralph e seus amigos passam por Helvetica enquanto buscam uma cura para a maldição de Peter Lee e Hayley, hospedando-se na capital de Campos Verdes. No Epílogo de Espada de Madeira o leitor também tem um vislumbre do Vale dos Ventos, onde Ralph cresceu durante a infância. A Profº Clover também é helveticana, tendo trabalhado na escola Kylie Kalma.

  • Campos Verdes;
  • Vale dos Ventos;
  • Ilha da Espada Quebrada;
  • Bosque Peridota;
  • Rio de Leite;
  • Mar Sem Retorno.

CAMPOS VERDES

A capital de Helvetica é marcada por tornar-se uma das primeiras "Cidades Cinzentas", onde a ciência e a tecnologia prosperaram e suas fronteiras se viram fechadas para determinadas raças, tendo sido criadas novas leis e burocracias para a importação de produtos. Com a presença de aparelhos eletrônicos, televisores com transmissão de selos elétricos e até mesmo carros, Campos Verdes abandonou sua imagem de uma terra fértil, próspera e convidativa para imigrantes e trabalhadores rurais, tornando-se um local completamente diferente.

Há bairros onde raças não podem ter acesso, sejam elas geckos, tótines ou monstros. Controladas por famílias ricas e de grande influência, a população mais carente se viu oprimida pelas vontades dos mais fortes. Ainda que tenha sido mantida sob o domínio territorial do Rei, a reputação como uma terra de lazer e turismo diminuiu em grande escala.

Campos Verdes serve como palco da Parte 1 do livro Alma de Diamante, quando os personagens se envolvem com a influente família Copperplate.

"A fonte na entrada trazia a magnanimidade imposta pela família. Ter uma estátua construída à própria imagem demonstrava o orgulho que os Copperplate sentiam de sua herança — o marido e sua esposa estavam de pé ao lado de suas crianças que sorriam alegres. Sob a base havia uma placa de pedra preta com os dizeres: “Que a perfeição não seja uma meta, mas a realidade.” — Capítulo 9, Alma de Diamante.

VALE DOS VENTOS

O Vale dos Ventos é uma região remota localizada no leste de Helvetica entre duas cadeias de montanhas. Os habitantes são predominantemente geckos, eles trabalham com grãos dos mais variados tipos e há muitos moinhos. Duas figuras importantes que lá vivem são Dona Nakara e o Sr. Tokkero, pais adotivos de Ralph.

"Se pegassem a estrada para o leste, era possível alcançar o Vale dos Ventos onde Ralph crescera. [...] Aquele caminho lhe era muito familiar, lembrava-se de tê-lo usado várias vezes quando ainda estudava na escola. Grande parte dos geckos que moravam em zonas rurais não tinha acesso ao ensino, não aprendiam a ler e nem escrever; a Srta. Clover, sua professora, esforçara-se muito para que Ralph progredisse e não ficasse atrás de outras crianças de sua idade." — Capítulo 7, Alma de Diamante.

ILHA DA ESPADA QUEBRADA

A Ilha da Espada Quebrada trata-se de uma localidade remota e inabitada, um dos lugares mais engimáticos de Sellure. Dizem que a primeira grande aventura dos Três Heróis se deu nela, e também onde Canas, o Descobridor do Mundo, iniciou sua jornada em busca de uma tripulação para desbravar Sellure.

O nome foi dado por conta do conjunto de três ilhas que aparenta o punho de uma espada, a lâmina superior e a inferior que são interligadas por uma longa ponte. Há também um navio naufragado há poucos metros do solo oceânico, um tesouro histórico muito estudado por mergulhadores e especialistas da área que afirmam ter sido o mesmo utilizado por Canas.

Curiosidade: A Ilha da Espada Quebrada é considerada o ponto inicial de Sellure porque a primeira história escrita pelo autor aconteceu nela, antes mesmo de se tornar ficwriter em 2010. Seu título era "O Diário do Capitão Canas" e foi escrita na forma de roteiro. Ainda que a fanfic não seja canônica, a referência da ilha permaneceu.

BOSQUE PERIDOTA

O Bosque Peridota trata-se de uma das academias direcionadas a especialistas em cura e magia branca. Apesar de não ter grande procura por se tratar de um tipo de formação que exige dons natos, é também uma das mais difíceis de se ingressar. Os estudantes têm contato com a natureza e os animais, sua disciplina inclui psicologia, terapia, primeiros socorros, farmacologia, biologia, patologia, traumatologia e mais uma variedade de ensinos avançados.

Alguns estudantes acabam por desenvolver habilidades únicas de cura, alguns até mesmo recebem bolsas de estudo por descobrirem novos medicamentos, portanto acabam sendo dispensados do exército e sendo direcionados para áreas como pesquisa e ciência. Ainda que a Srta. Clover tenha se formado na Base Granada, ela se pós-graduou em magia branca no Bosque Peridota.

RIO DE LEITE

O Rio Leite é um dos mais antigos e belos de Sellure, servindo como ponto essencial para a formação das terras helveticanas e sua flora.

Há uma lenda que aqueles que se banharem em sua nascente nas montanhas encontra rejuvenescimento e saúde abundante, embora sua caverna tenha sido escondida através de um forte feitiço após viajantes e aventureiros interessados em seu poder começarem a destruí-lo. Outra lenda dos habitantes locais ainda diz que o rio é o responsável por transmitir mana, e que os primeiros tótines surgiram dele, alegando que se o rio morrer, toda a magia de Sellure também desaparecerá. Nada nunca foi comprovado.

MAR SEM RETORNO

O Mar Sem Retorno é dono das águas mais perigosas em toda Sellure. Com tempestades repentinas, ciclones, redemoinhos e maré forte, pouquíssimos viajantes se arriscam nessa região remota que também é lar de inúmeros monstros marinhos.

No passado havia uma ilha oculta pela neblina, chamada de A Ilha do Tempo. É onde foi travada uma das batalhas mais violentas dos Três Heróis contra seu inimigo, os danos foram tantos que a ilha desapareceu do mapa e sua cidade viu-se inundada, o que dizimou sua população.

Curiosidade: A ilha localizava-se onde hoje está a rosa dos ventos no mapa de Sellure.

sábado, 8 de agosto de 2020

Resenha da Raposa Galáctica [Área do Leitor]


EDIT 08/08/2020: A Raposa Galactica fez uma resenha completa do livro em seu novo site! Como o instagram e outras plataformas possuem limites de caracteres, lá vocês podem conferir um pouco mais de sua opinião sobre os personagens, as reviravoltas e mensagens da obra! Para conferir a resenha é só clicar nesse link.


RESENHA
— por Raposa Galáctica

Vamos atrás das Pérolas Sagradas!
Livro: Matéria, A Espada de Madeira
Autor: Nicolas Eroles
Gênero: Aventura, Fantasia
Editora: Independente
Nota: Infinito/10
Resenha:
- Eu não mato pessoas. Mas acredito que quem pratica o mal deva ser punido de alguma maneira, só não cabe a mim decidir como.

O livro 1 desta saga dividido em 5 arcos conta as aventuras, e desventuras, de Ralph com seus amigos, juntos eles sonham em se tornar grandes heróis no Reino de Sellure, mesmo eles sendo totalmente diferentes esse sonho e a amizade que nasce entre eles que o que os unem.
Esse grupo de heróis após saber que uma antiga lenda é real sobre as Pérolas Sagradas dos Guardiões da Ordem do Selamento, mas nessa aventura para encontrar todas elas e invocar um mago muito poderoso muita coisa acontece.

Eu poderia passar o dia todo falando desse livro sem cansar (por isso vou gravar um ig tv dele nesse mês, vamos ter fé que dar certo), sem dúvidas é um dos meu favoritos da vida toda!
A obra é muito bem trabalhada com humor e aventura, tem algumas pitadas de romance que deixam qualquer um ansioso, e batalhas épicas que lembram as lutas marcantes de animes ou jogos! Confesso que em muitos momentos eu quase enlouqueci lendo quando o líder da Ordem apareceu e em outros eu estava desesperada com o Ralph.

Mas apesar disso, "Matéria, A Espada de Madeira" é um livro para todos os públicos e para amantes de vários gêneros.
Eu realmente amo esse livro, ele é cheio de tudo o que se possa imaginar, Nicolas trabalha tão bem cada detalhe, deste das descrições de locais como em separar bem raça por raça, além de que o Sellure possui uma mitologia própria e muito rica.
Fora que o livro possui várias ilustrações que dão mais vida a história.

Futuramente eu trarei resenhas das Histórias Perdidas e Cenas Deletadas!
Quer saber mais dessa saga, estrelinha? Então visite o site "O Reino de Sellure" (link na bio do autor) lá tem várias coisas que você vai amar.


PALAVRAS DO AUTOR
— por Canas Ominous

Ah, aqui tenho mais espaço para falar, não é? Pois é, não suporto esses limites de palavras, nunca consigo dizer tudo que quero através de comentários no Instagram ou Facebook, tanto que vivo trazendo postagens relacionadas ao livro aqui no blog. Bom, vamos falar de coisa boa!

É sempre uma alegria receber uma resenha de alguém. Vivo dizendo que a parte mais triste de sair do mundo das fanfics para o universo dos livros é que eu perdi esse contato com os leitores, os comentários antes semanais de repente se tornaram uma breve conversa assim que o livro termina, do tipo: "Uau, ficou ótimo! Quando sai o próximo?". Receber uma resenha é o mais próximo de saber em detalhes o que os leitores estão achando, mas também tive muita sorte de algumas pessoas irem me mandando suas impressões sempre que acontecia algo inesperado, e isso é o que mais me motiva! Outra vantagem das resenhas é que elas ficam aí internet, oferecendo a oportunidade de que futuros leitores conheçam meu trabalho quando pesquisarem sobre o livro online.

Eu conheci a Raposa Galáctica de uma forma bem inesperada: ela conheceu Matéria e quis fechar uma parceira porque viu a Hayley na capa, e não preciso nem dizer que foi amor à primeira vista, não é? Raposas e Hayley juntas só poderiam render coisa boa! É uma alegria imensa ver que a capa está atraindo tanta gente, que essas pessoas conseguem ler minha história e imaginar-se dentro de um anime/mangá. A Raposa foi uma das melhores parceiras que tive até agora, sempre compartilhando stories e me ajudando na divulgação. Espero que ela ainda possa crescer muito nesse meio literário!

Meus sinceros agradecimentos à Pequena Raposinha por essa resenha. Ela pode ser encontrada através de sua conta @raposagalactica_ no instagram também no Skoob. E se você tiver algo a compartilhar sobre o universo de Matéria, sinta-se livre para enviar!

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Dellonium [Monstros e Criaturas]


"PARADOS! Não saiam daqui. Há uma colônia de Dellonium atrás da gente."
 — Lesten, Capítulo 16 - Espada de Madeira.

Sobre a Criatura

Os Dellonium são monstros que se assemelham a frutos e se escondem em árvores frutíferas para sobreviver. Seu tamanho pode variar de 5 a 15cm, medindo até 30cm com o caule. Eles habitam em regiões remotas do reino podendo ser encontrados em ilhas isoladas, pradarias e até desertos. Quando um Dellonium atinge a idade adulta, ele tende a se separar do restante do grupo e se transforma em um Collonium assumindo a forma de uma grande árvore protetora para outros de sua espécie, como uma fortaleza.

Aparência e Características

Há duas características fundamentais que definem um Dellonium: a primeira é o mutualismo, ou também denominado por simbiose, uma interação ecológica entre organismos de diferentes espécies, ocorrendo de forma obrigatória e harmoniosa, permitindo vantagens recíprocas para os envolvidos. Os Dellonium protegem a árvore de possíveis invasores indesejados, contribuindo ao lado de pequenos animais e aves para que todos vivam em harmonia.

Seu formato tende a se parecer com o da fruta da árvore em questão, os Dellonium têm uma incrivel habilidade de adaptação podendo alterar sua forma, cor e tamanho. A segunda característica que os define é o mimetismo, onde se observa uma espécie imitando outra, sendo essa imitação física ou comportamental. O mimetismo é uma técnica utilizada por diferentes organismos e pode ser conferida de três formas: mimetismo de ataque, defensivo ou reprodutor.

Alimentação

A dieta dos Dellonium se baseia em nutrientes providos do solo, plantas e outras frutas. Os Dellonium basicamente invadem essas árvores frutíferas e fazem dali sua morada, atacando qualquer um que se aproximar. São muito territoriais, atuando como verdadeiros soldados. Acreditava-se que eles comessem insetos e até pequenos animais, mas um estudo aprimorado averiguou que suas mordidas se dão apenas como forma de defesa.

Eles são comestíveis por qualquer raça, apesar do sabor variar entre os paladares. É um alimento típico na culinária dos monstros e geckos, mas humanos e tótines parecem odiá-los. Podem ser usado também como tempero e fonte de vitaminas para viajantes perdidos.


"Talvez você já tenha escutado que alguém foi "mordido" por um Dellonium, sendo que na verdade o que há em sua boca não são dentes, e sim, espinhos naturais." BAD LUCKY, Clover. As Maravilhas do Mundo Vegetal, 3º ed. Campos Verdes, Helvetica. Ano 114.

Origem e História

Não se sabe ao certo de onde os Dellonium vieram, mas acredita-se que eles foram trazidos de além-mar através de pássaros migratórios. Tendo uma facilidade enorme em se reproduzir, foi questão de tempo até que os Dellonium estivessem por toda parte.

Onde podem ser encontrados?

Os Dellonium têm preferência por áreas remotas e longe de civilização onde podem crescer de forma saudável sem se preocupar com invasores em demasia, pois costuma levar entre quatro e cinco anos até que um Collonium atinja a fase adulta.

"[...] Se a colônia é destruída, um Dellonium se sacrifica e seus restos são absorvidos pelo solo podendo gerar um novo Collonium que renderá frutos. Funciona como uma fortaleza que oferece proteção aos seus soldados, se o capitão é abatido eles escolhem um novo para liderá-los e defendê-los." — Lesten, Capítulo 16 - Espada de Madeira.

Estratégias e Dicas em Combate

O maior problema de se enfrentar um Dellonium é que eles tendem a atacar os aventureiros desavisados, por isso os machucados costumam envolver cortes no rosto, dilacerações e dedos arrancados. Tendo uma defesa baixíssima, qualquer golpe de faca poderá destruí-lo, mas lidar com Collonium furioso requer cautela e cuidado. Eles são muito suscetíveis a magias de fogo e vento.

Status & Skills
  • Mimetismo [Habilidade Passiva] - A criatura consegue se disfarçar de outras espécies;
  • Mordedor [Ofensivo] - Uma forte mordida capaz de ferir o oponente;
  • Reunião do Grupo [Defensivo] - A criatura reúne-se ao redor de outros de sua espécie para que se protejam em conjunto.

Aparições Marcantes

Os Dellonium apareceram pela primeira vez no Capítulo 16 - No Mar de Areia de Espada de Madeira, atacando Ralph, Auria e Lesten enquanto eles buscavam pelas Ruínas Douradas.

Lesten acaba por manter uma semente de Dellonium como espólio de suas viagens, plantando-o na Pequena Colina, onde ele cresce com o passar dos anos.

Um dos amigos de infância de Ralph também foi apelidado de Dello por ser magro com o corpo esguio feito um Dellonium, talvez essa seja a mais frequente menção à essas criaturas na saga.


terça-feira, 28 de julho de 2020

Kallumante & Armonion [Monstros e Criaturas]


"Eles descendem da época em que os geckos ainda andavam sobre quatro patas! Eu não acredito que encontramos um vivo, quero ele pra minha coleção!— Lesten, Capítulo 17 - Espada de Madeira.

Sobre a Criatura

Os Kallumante são criaturas que foram extintas há milhares de anos no reino, eles habitavam praias podendo caminhar tanto na terra quanto no fundo do mar. São muito semelhantes aos caranguejos-ferradura, também conhecido como límulo.

Os Armonion são moluscos que compõe um grupo extinto de animais marinhos da classe dos cefalópodes. Seus parentes mais próximos dos dias atuais são polvos, lulas e os gigantescos Pyrimids que sobreviveram desde os tempos antigos. Sua característica mais marcante é a concha em forma de espiral plana.

Como nunca foram monstros muito poderosos, sua imagem ainda é atrelada como objeto de boa sorte e colecionismo. A proteção de ambas as criaturas serve como excelente material para construção de armaduras e escudos, por isso tornou-se um material raro e requisitado.

Aparência e Características

Os Kallumante possuíam um exoesqueleto de natureza quitinosa que, na zona dorsal, era impregnado de carbonato de cálcio, o que lhes permitiu deixar abundantes fósseis. Sua cor ia do marrom ao castanho de modo geral com uma casca protetora nas costas, não possuíam olhos e se escondiam no fundo do oceano entre as pedras. Seu tamanho variava de 3cm e 10cm de comprimento, mas alguns podiam alcançar até um metro. De seu corpo saía uma espécie de cauda e antenas utilizados como sensores de aproximação.

Os Armonion possuíam conchas ornamentadas de vários tipos. Algumas eram lisas, exibindo apenas linhas de crescimento espiraladas. Em outras, porém, viam-se vários padrões de sulcos, costelas e espinhos. A concha é constituída por câmaras, como pequenas “salas” ligadas por um tubo. O animal em si vive em apenas uma dessas câmaras, e usa as outras para ajudá-lo flutuar bombeando ar e enchendo as câmaras com gás, tornando-o leve o suficiente para flutuar bem acima do substrato marinho.

"O sífunculo trata-se de uma câmara conectada por uma corda tecidual nos cefalópodes, permitindo assim que a criatura regulasse quantidades de gás ou líquido dentro de sua concha, podendo ajustar sua posição na água como em um submarino". — TUTANTÓTINES, Ankha. As Joias do Oceano, 1º ed. Deserto Elmud, Century. Ano 120.

Alimentação

A alimentação dos Kallumante poderia ser detritívora, filtradora ou carnívora. Num geral eles eram conhecidos como as baratas do mar por conta de sua presença abundante e estão entre os fósseis mais comuns de serem encontrados por viajantes.

Os Armonion por sua vez sempre foram predadores, usavam seus tentáculos para agarrar pequenos organismos, como por exemplo peixes e crustáceos.

Origem e História

Os Kallumantes e Armonion estão entre as criaturas mais antigas de Sellure. Não se sabe ao certo por que eles foram extintos, mas acredita-se que houve um período onde aconteceu uma extinção em massa no Reino de Sellure, 95% das espécies marinhas desapareceram devido a um super aquecimento da água por conta de chuvas de fogo ocasionadas por dragões. 70% das criaturas terrestres também foram extintas nesse período.

"Já foram encontrados fósseis de Kallumante na região central do Deserto Elmud e até mesmo entre as montanhas do vale, o que leva estudiosos a crerem que toda a área já esteve coberta pelo Mar Plano no passado. — TUTANTÓTINES, Ankha. As Joias do Oceano, 1º ed. Deserto Elmud, Century. Ano 120.

Onde podem ser encontrados?

Nos dias atuais já não existe nenhum Kallumante ou Armonion vivo no reino, mas seus fósseis são expostos em grandes museus das capitais de Century, Bodoni e Trajan. A Cidade do Sol, Bausonne, possui a mais renomada universidade de estudo voltada para oceanografia e paleontologia.

Nos tempos antigos era possível encontrá-los em praticamente todo o o litoral, sendo as meiores concentrações no Mar Plano e nas Águas Castanhas.

"Eu acredito que ainda existam criaturas ancestrais gigantescas que vivem escondidas no Abismo do Mundo, onde o próprio tempo passa de forma diferente. Pois lá é onde habita o Bonolodon, Senhor dos Tubarões, uma das criaturas mais antigas que se têm conhecimento." — TUTANTÓTINES, Ankha. As Joias do Oceano, 1º ed. Deserto Elmud, Century. Ano 120.

Estratégias e Dicas em Combate

Ambas as criaturas são conhecidas por seus altíssimos níveis de defesa. Para derrotá-los é preciso muita paciência, eles oferecem pouca resistência, mas aventureiros desprevenidos não poderão infligir 1 dano sequer caso não estejam equipados com armas adequadas, sendo assim impossível derrotá-los.

Status & Skills
  • Armadura de Concha [Defensivo] - Proteção contra ataques críticos;
  • Carapaça Indestrutível [Defensivo] - A criatura não é afetada por danos indiretos;
  • Imunidade [Habilidade Passiva] - Resistente à envenenamento, queimaduras, sono e paralisia.

Aparições Marcantes

No Capítulo 17 - Fóssil Vivo de Espada de Madeira, os protagonistas avistam um Kallumante nas Ruínas Douradas, porém, mais tarde descobrem que era apenas uma escultura de areia feita por Tootie que adora criaturas pré-históricas.

Compre aqui o seu!

Menu Principal






Menu Secundário






Estatísticas




POSTAGENS
COMENTÁRIOS

PARCEIROS [BUTTON]

Tecnologia do Blogger.

Comentários Recentes

+ Lidas da Temporada